Estudos e palavras

31
out

A Tentação – Parte 4

*Estudo para células referente aos dias 31/10 a 06/11

                      .

Recepção: Receba seus discípulos com carinho, incentive que todos se abracem na chegada, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.

Momento de oração: Ore para o Espírito Santo capacitar cada criança no entendimento desta lição, agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista de amigos.

Captando a atenção: Estabeleça um diálogo inicial, ele será muito importante para o entendimento desta Palavra:

– Qual é a sua idade? Você tem idade suficiente? (Deixe que eles respondam)

– Idade suficiente para quê? – (podem perguntar e esta é a pergunta chave)

Explique: Vamos dizer que você queira dirigir um carro. A lei diz que você com 18 anos tem idade suficiente.

Vamos supor que você queira votar. A idade suficiente é 16 anos.
Vamos supor que você queira receber INSS. Você terá de esperar até quando tiver uns 60 anos.
Então, quando é que você tem idade suficiente?

Provavelmente seus pais já falaram um zilhão de vezes que você não tem idade suficiente para isto ou aquilo, mas nunca explicaram qual é a “idade suficiente”. Cinco? Dez? Dezesseis? Qualquer outra? Não importa, pois, a questão é outra:

A Palavra de Deus nos diz: “Ele comerá manteiga e mel quando souber desprezar o mal e escolher o bem.” Isaías 7:15
Até mesmo a criança mais nova entende que algumas coisas são certas e outras são erradas, mas a questão não é: “Está certo ou errado?” Essa é bem óbvia. A pergunta deve ser: “Estou fazendo a coisa certa?” Em outras palavras… se você tem “idade suficiente”, você cresceu o suficiente para fazer o certo. É isso que realmente importa.

Introdução: Estes dias, passando pela rua, encontrei um filhotinho de sabiá caído no chão. Ele havia caído do seu ninho, que estava no alto de uma árvore.
Ao olhar para aquele bichinho, tão pequeno e indefeso, que ainda não se alimenta só e nem sabe, sequer, voar, pensei em quantas vezes nós nos deixamos levar pela tentação da pressa, de querer fazer tudo do nosso jeito e o mais rápido possível, sem ouvirmos os conselhos dos nossos pais, discipuladores, pastores, professores etc. E acabamos como aquele pequeno sabiá que tentou sair do ninho antes da hora, sem nem sequer saber voar, e acabou ficando sozinho e perdido.

Satanás tem uma arma muito eficaz contra nós, principalmente quando queremos ser iguais à turma da Escola, que é “antenada”, “ligada” nas coisas ‘boas’ do mundo, levando-nos a querer ser adulto antes do tempo. E aí, como o sabiazinho, ainda não sabemos realmente nos cuidar e, no final das contas, acabamos em uma bela enrascada.

Preste atenção nas propagandas, filmes, novelas e você verá que as crianças não agem mais como simples crianças: namoram, saem sozinhas, vestem-se como adultos, falam como adultos, como se isso fosse correto, normal para todos.

A Bíblia diz que há um tempo para tudo debaixo do céu (Ec 3:1-8) e que Deus fez tudo formoso em Seu tempo (Ec 3:11a). Então, há um tempo para sermos crianças e vivermos como crianças, e haverá o tempo de nós crescermos e vivermos a fase de adolescente, jovem, adulto, até o momento que o Senhor nos chamar para estar com Ele na glória. Então, para quê tanta pressa?

Jesus disse, em Marcos 10:15 que quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não poderá entrar nele. Não deixe que o seu coração de criança fique sujo com os incentivos do mundo; não perca a sua inocência.

Quem disse que você precisa ser igual aos seus colegas? Quem disse que, para você ficar bonita, tem que andar vestida com as roupas da moda: as calças coladas, os decotes enormes, as saias curtíssimas e com essa maquiagem tão carregada? Isso a faz parecer mais velha, não mais bonita. O que torna um rosto formoso é a alegria que o Senhor coloca em nosso coração (Pv 15:13). Use essa arma poderosa da Palavra e você não se deixará vencer por essa tentação.

E o namoro? Quem disse que criança deve namorar? “Ah! Mas todos os meus amigos já têm namorado! E eu vou ficar pra trás?” Ou ainda: “Mas, na televisão, na novela tal, as crianças até se beijam e andam de mãos dadas. Qual é o problema? Por que só eu não posso?” Lembra do filhotinho de sabiá, que mesmo sem saber voar tentou sair do ninho e caiu? Assim como ele, você não está ainda pronto para esse voo. Há um tempo para tudo e para isso também, e, no tempo de Deus, tudo é perfeito e formoso. Espere! Vale a pena. Seja apenas criança. Aproveite todas as alegrias que vida pode lhe dar. Corra, pule, dance, estude, ria, divirta-se, em santidade. Não se deixe vencer por essa tentação, pois você já tem a arma preparada para se defender.
Conclusão: E no dia que você estiver pronto para voar, no tempo que Deus preparou para você, fique certo que você voará como a águia e terá o melhor de Deus na sua vida. Espere!

Reflita: Como falamos no início, a maioria das escolhas entre o certo e o errado que você encara na vida são bem simples e óbvias. Mas você tem alguma pergunta sincera sobre alguma ação que não sabe se é certa ou errada? Se tiver, fale com alguém (pais, pastor, o líder) o mais rápido possível.

Atividade: Vamos fazer uma Casa de Pássaros bem linda (Clique aqui para ver o esquema)

Ore: “Senhor, ajuda-me a estar alerta para as escolhas que eu tenho de fazer. Ajuda-me a lembrar que eu tenho idade suficiente para fazer as escolhas certas”.

    

Fonte: Monte Sião

28\10\2016

31
out

Somos Um

*Estudo para células referente aos dias 31/10 a 06/11

 

Texto: Atos 2.42

Introdução: Creio que estamos vivendo dias onde o sobrenatural de Deus tem se manifestado em abundância. Falamos na semana que passou sobre fazer a nossa parte com o que Deus nos deu e ter fé que Ele fará a parte dEle. Não há muralhas que possam ficar de pé diante de nós, quando estamos alinhados aos sonhos e projetos de Deus.

Desenvolvimento: Quando se fala em alinhamento com a vontade de Deus, pode-se falar também em unidade do corpo de Cristo. Mas quem é o corpo de Cristo? Somos nós! E o desejo de Deus pra nós é que vivamos como os discípulos da igreja primitiva.

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações

* Perseveravam na doutrina dos apóstolos -> Os discípulos da igreja primitiva eram ensináveis. Eles não visavam seus próprios interesses ou seus próprios saberes, mas entendiam que precisavam aprender sobre o Messias. Esse deve ser o nosso referencial de igreja. Precisamos ter sede por conhecer as escrituras e valorizar os ensinamentos que recebemos. Se for a palavra de Deus sendo ensinada, não importa o estilo ou a maneira como está sendo passada, precisamos absorvê-la, pois ela transforma nossas vidas por completo.

* Vivendo em comunhão -> O amor sempre vai nos levar a perder algo em prol de quem amamos, seja tempo, dinheiro, sono ou razão. Viver em amor cristão é ainda mais profundo, pois em Cristo ganhamos muitos irmãos que precisam ser amados, independente das suas ou das nossas limitações. Viver em amor cristão fala de oferecer o seu carro pra abençoar, dividir suas compras, pagar uma conta de luz de alguém, emprestar dinheiro sem esperar recebe em troca, ceder seu lugar… Amar sempre preferindo o outro!

* Partindo o pão -> Nem sempre seu irmão vai ter pão pra repartir com você. Mas se você entendeu que agora formam uma só família, vai sempre se preocupar com isso e dividir o seu pão com ele. Esse momento de comer junto sempre será maravilhoso, pois foi Jesus que nos ensinou a ter essa comunhão.

* Nas orações -> A oração já faz parte da nossa vida. Mas a verdade é que muito falhamos na oração uns pelos outros. Criamos o hábito de falar que estamos orando por alguém quando na verdade nem conseguimos separar minutos do nosso dia para fazê-lo. Quando nos dispomos a orar uns pelos outros somos fortalecidos.

Conclusão: Viver em unidade vai muito além de frequentar a mesma igreja, a mesma célula ou sentar ao lado no culto. Não é somente ser amigo de alguém. A unidade vai além da amizade, ela invade os laços de amor que passaram a nos unir quando nos entregamos a Cristo. Estamos vivendo dias onde precisamos nos achegar aos nossos irmãos, mesmo que eles possam nos ferir e mesmo que nós possamos feri-los (pesquisar sobre a história dos porcos espinhos na era glacial).

 

 

Raquel de Cerqueira

29/10/2016

26
out

O Que Tens Nas Mãos?

*Estudo para células referente aos dias 24/10 a 30/10

 

Texto: Josué 6.1-21

Introdução: Na semana passada, literalmente jogamos as redes crendo na palavra do nosso mestre Jesus. Não pense que a sua colheita tardará! Deus sabe exatamente qual área da sua vida que precisa de uma pesca milagrosa e através da sua fé, Ele o dará.

Após a morte de Moisés, Josué foi convocado por Deus a liderar o Seu povo. E um dos maiores e mais notáveis desafios que recebeu foi à conquista da cidade de Jericó. E é sobre isso que vamos estudar essa semana.

Desenvolvimento: Todos nós temos muitos desafios durante toda a vida. Talvez seu maior desafio hoje seja mudar o seu temperamento, ou conseguir um emprego ou até mesmo alcançar cura pra uma enfermidade. Independente do que seja você precisa descobrir o que tem nas mãos.

Vs.4-5 – Josué tinha buzinas, a Arca da Aliança e o grito do povo -> Deus disse a Josué que já tinha dado Jericó nas suas mãos, mas o instruiu tomar algumas atitudes com o que ele tinha nas mãos. Josué rodeou a cidade por uma semana tocando buzinas. E você? O que tem nas mãos? Para cada desafio que enfrentamos, uma atitude diferente precisa ser tomada. Deus não nos entrega nada de “mãos beijadas”. Geralmente, nossa caminhada é como que uma ‘caça ao tesouro’, aonde vamos seguindo as orientações de Deus.

Vs.20-21 – No sétimo dia, ao ouvir o som da buzina, o povo gritou com grande brado -> Você consegue imaginar como deve ter sido sacrificante para eles rodear a cidade durante 6 dias e rodear 7 vezes no último dia proposto por Deus? Estudiosos dizem que a cidade tinha 3 hectares, ou seja 30.000m². Ela era rodeada por muralhas que tinham aproximadamente 9 metros de altura e de 3,4m a 3,7m de largura. Sim, pra eles também pode ter parecido loucura inicialmente fazer o que Deus mandara. Mas eles obedeceram e as muralhas caíram no sétimo dia. Qual é o seu desafio hoje? Qual é o tamanho da muralha que tá tentando te fazer perder a fé no que Deus te mandou fazer?

 

Conclusão: Eu não sei qual é a muralha que você precisa derrubar hoje. Mas sei que Deus está te mandando usar o que você tem nas mãos (ler Êx 4.2-5). Talvez o que você tenha nas mãos seja uma ideia, uma oferta, um esforço a mais em algo, sua oração ou até mesmo o seu grito. Não importa o que seja, use-o! E verás as muralhas caírem diante de você.

“Pois não há muralhas que ficarão de pé diante de mim. Estou firmado em Cristo, para sempre tenho a luz em mim…” Pela fé

 

 

 

Raquel de Cerqueira

21/10/2016

17
out

A Tentação – Parte 2

*Estudo para células referente aos dias 17/10 a 23/10

 

Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.

Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista de amigos.

Cânticos e Oferta

Captando a atenção: Brincadeira:

Princípio Bíblico: “… antes, com a tentação dará o escape, para que a possais suportar.” (I Co 10:13)

Introdução: Semana passada vimos que Jesus foi tentado por Satanás no deserto e o venceu através da Palavra. Descobrimos que Satanás procura nos pegar nas coisas que mais necessitamos ou gostamos, por isso tentou Jesus com pão no momento da fome. Afinal, não sentimos desejo de fazer algo que não gostamos, não é verdade? Se você estiver com muita fome, o que lhe tentará: um prato de comida quentinha, gostosa e cheirosa ou um lindo brinquedo?

Mensagem: Mas Paulo diz, em I Coríntios 10:13, que não há tentação alguma que não possamos vencer, porque quem nos dá a saída é o Senhor Deus. E, por maior que seja a tentação, ela não é maior que nossas forças, pois estamos firmes nos princípios do Senhor.

Vamos ver algumas coisas que nos tentam e encontrar a resposta certa para cada uma delas? Se você usar as armas que agora vamos conhecer, com certeza o inimigo baterá em retirada da sua frente, pois ele sabe que a ferramenta que Deus preparou contra ele, na sua boca, é poderosa para vencê-lo. Amém?

Quando você faz alguma coisa errada e sabe que será disciplinado, imediatamente você é tentado a quê? A MENTIR, não é mesmo? Pensamos que se não descobrirem nosso erro não seremos castigados. Para essa tentação, existe uma arma na Palavra de Deus.

João 8:44 diz que o pai da mentira é o diabo. Então, quando você for tentado a mentir, declare que você não é filho do diabo, mas filho do Deus Altíssimo, por isso a mentira não faz parte da sua vida. Colossenses 3:9 diz que não devemos mentir pois já somos novas criaturas e nos despimos do velho homem. Se você guardar essas armas no seu coração e usá-las no momento certo, certamente você escapará dessa armadilha do inferno, ok?

E o medo? Satanás sabe que o medo nos impede de crescer e nos paralisa. Medo do escuro, de ficar só, de falar na frente dos outros, de… Você tem medo? Quer uma arma para vencê-lo: veja II Timóteo 1:7 que diz: Deus não nos deu espírito de medo, temor, mas de fortaleza. E em I João 4:18 diz que o verdadeiro amor (Jesus Cristo) lança fora todo medo.

Então, quando o medo quiser dominá-lo, declare que você está firmado no verdadeiro amor que lança fora todo medo e que tem espírito de ousadia, que lhe foi dado por Deus, amém?

Mas preste atenção: não basta só falar, é preciso crer que a Palavra é poderosa para surtir seus efeitos em sua vida e fazê-lo muito mais que vencedor sobre toda tentação, amém?

 

 

Fonte: Monte Sião

14\10\2016

17
out

Jogue as Redes!

*Estudo para células referente aos dias 17/10 a 23/10

 

Texto: Lucas 5.1-11

Dinâmica – Objetivo: Gerar unidade e relacionamento;

 Material: Um rolo de barbante;

Desenvolvimento: Coloque os discípulos organizados em círculo (sentados ou em pé); O primeiro participante deve segurar a ponta do barbante e jogar o rolo pra outra pessoa dizendo o porquê da sua escolha; Antes, o líder deve direcionar alguns critérios para escolha, como: quem você mais se identifica, quem você gostaria de conhecer melhor, quem você admira, quem é dedicado na obra, etc; A pessoa escolhida deve agarrar o rolo, segurar na ponta e escolher o próximo (uma pessoa pode ser escolhida mais de uma vez). Uma grande rede será formada por causa da participação e obediência de todos.

Introdução: Aprendemos na semana passada que todo recomeço exige de nós: força e coragem. Isso porque a primavera nos reserva muitas novidades, que muitas vezes se tornam grandes desafios. Mas, nunca esqueça que Deus estará com você todos os dias da sua vida. Não temas!

O evangelho de Lucas relata uma grande pesca realizada debaixo da palavra do Messias. E é sobre isso que estudaremos essa semana.

* Lucas 5.4 -> Jesus não era pescador e provavelmente não entendia muita coisa sobre esse assunto, mas ainda assim, Simão obedeceu a sua ordem sem nem sequer hesitar. Hoje, nós somos os pescadores. Temos muitas experiências na caminhada cristã e achamos que sabemos demais de tudo. E isso, muitas vezes, nos torna céticos às ordens de Jesus. Se você deseja realizar grandes pescas, que trarão a provisão de Deus em todas as áreas da sua vida, não hesite em obedecê-Lo. Se Jesus mandou, faça! Não permita que seus conhecimentos o façam parar e refletir sobre a ordem dele. Lembre-se que Ele escolheu as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias (I Coríntios 1.27).

* Lucas 5.6-7 -> Não há como realizar uma grande pesca sozinho. Todo o processo é muito trabalhoso e toda ajuda sempre é bem vinda. Ao perceber a grande pesca que tinha feito debaixo da palavra do mestre, a primeira coisa que Simão faz é chamar seus amigos que estavam na praia. Jesus está nos desafiando a lançar as redes sob a palavra dele. Mas esse processo é trabalhoso e precisamos estar juntos, no mesmo propósito. Não há mais tempo para julgamentos, discussões, invejas, orgulho ou mágoa. Precisamos entender que estamos no mesmo barco e que nossos irmãos são nossos companheiros nessa grande pesca. Há um ditado que diz que sozinho podemos até ir mais rápido, mas acompanhados vamos mais longe.

Conclusão: Você pode ter muitos anos na caminhada cristã e talvez já tenha realizado muitas pescas. Isso te trouxe provavelmente muita experiência. Mas no Reino de Deus, nós vivemos pela fé. Abra mão de todos os seus saberes, das suas frustrações e dos seus receios e ouse lançar suas redes debaixo da palavra do seu mestre. Não abra mão da unidade! Deus lhe dará grandes pescas ainda esse ano! Lembre-se que todo recomeço nos leva a fazer o que nunca fizemos antes. É isso que o tornará especial e inesquecível!

 

 

Raquel de Cerqueira

14/10/2016

14
out

A Tentação – Parte 1

*Estudo para células referente aos dias 10/10 a 16/10

 

Recepção: Receba seus discípulos com alegria, conheça os visitantes, incentive a trazerem seus amigos para compartilharem desta comunhão.

Momento de oração: Ore e agradeça a Deus, abençoando aos presentes, suas famílias e os que faltaram. Ore pela cadeira vazia e pela lista de amigos.

Cânticos e Oferta

Captando a atenção: Brincadeira

 

Princípio Bíblico: “Vai-te satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele servirás.” Mateus 4:10

Introdução: No estudo anterior falamos sobre o amigo. E em João 15:14, Jesus diz que seremos Seus amigos se fizermos aquilo que Ele nos manda. E o que Ele nos manda? Que nós estejamos firmados n’Ele, obedecendo aos Seus mandamentos, aos princípios que Deus estabeleceu para nós.

Mensagem: Andar em obediência a Deus é andar em santidade, longe do pecado. E Satanás, nosso inimigo, procura sempre uma forma de nos atrair para cairmos em tentação. Seu desejo de ver o homem na lama do pecado é tão grande que ele tentou até mesmo Jesus no deserto. Vamos ver o que aconteceu:

 

Em Mateus 4:1-11 vemos que Jesus foi levado pelo Espírito Santo ao deserto e lá passou 40 dias em jejum. Quando Satanás percebeu que o homem Jesus encontrava-se muito debilitado, afinal estava há 40 dias ser comer e sem beber, achegou-se a Ele e o tentou através da fome dizendo-lhe: Se tu és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pão (Mt 4:3,4). Jesus, embora enfraquecido, sabia que Sua força estava no Senhor e respondeu: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca Deus. Jesus poderia transformar pedras no que quisesse, afinal é o Filho do Deus Todo-Poderoso e n’Ele está todo o poder e autoridade, mas, se assim o fizesse, estaria cedendo à tentação de Satanás.

Vendo que a primeira armadilha não tinha dado certo, levou-o ao alto do templo, em Jerusalém, e tentou-o, desta vez usando a própria Palavra de Deus, dizendo-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que não tropeces em nenhuma pedra. Muito astuto não é mesmo? Usar o Pai para tentar o Filho. Mas Jesus foi ainda mais esperto e respondeu: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, Teu Deus.

E como satanás, além de um derrotado, ainda é insistente, levou Jesus ao monte mais alto e de lá lhe mostrou todos os reinos do mundo e a glória deles e disse: Tudo isso te darei se prostrado me adorares. E Jesus disse-lhe: Vai-te satanás, porque está escrito: Ao Senhor adorarás e só a Ele servirás. Então satanás se retirou e os anjos do Senhor O serviram.

Você pode estar pensando: por que satanás ofereceu a Jesus o poder e a glória dos reinos do mundo se todo poder e toda glória pertencem ao Senhor? Em Lucas 4:5, quando fala sobre a tentação de Jesus, Satanás diz que tudo na terra foi entregue a ele. Quando? Quando o homem pecou, quando no Jardim do Éden Adão e Eva desobedeceram a Deus e permitiram que a serpente do pecado os enganasse. Satanás se tornou o príncipe deste mundo (Jo 12:31; 16:11).

 

Conclusão: O que podemos aprender com isso?

1. Todos nós somos tentados. Diariamente as tentações batem à nossa porta: preguiça, desobediência aos pais e líderes, mentira, palavrões, inveja, orgulho, fofoca, namoro, etc.

2. Temos a arma para vencer a tentação: a Palavra de Deus. Foi com ela que Jesus venceu a Satanás. Lembre-se: ela é mais poderosa que qualquer espada de dois gumes (Hebreus 4:12).

3. Quando vencemos, enchemos o coração do Pai de alegria e envergonhamos ao diabo, pois quando vencemos, em nós é cumprida a Palavra do Senhor de que em tudo somos mais do que vencedores (Romanos 8:37).

 

Fonte: Monte Sião

07\10\2016

14
out

Seja Forte e Corajoso!

*Estudo para células referente aos dias 10/10 a 16/10

 

Texto: Josué 1.9Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.

Introdução: Na semana passada, falamos sobre recomeços. É impossível não perceber que o novo de Deus já chegou a nossas vidas, famílias, células, ministérios e relacionamentos. De fato, estamos experimentando a primavera de Deus. Vivemos dias de novidades e renovo.

Todo recomeço exige algo de nós: coragem! Coragem significa ser quem você é. Expressar-se por completo apesar do que as outras pessoas podem pensar a seu respeito. Significa não recuar quando as pessoas dizem que você tem que mudar quem você é.

“Coragem é estar morrendo de medo… e seguir em frente mesmo assim.” John Wayne

* Josué foi corajoso para assumir a liderança do seu povo.

O capítulo 1 de Josué, nos revela a palavra que Deus deu a Josué após a morte de Moisés. Grande era o desafio que Josué teria pela frente. Provavelmente o povo ficou abatido com a morte de Moisés e Josué recebeu a incumbência de recomeçar a conquista pela terra prometida. Deus o mandou ser forte e corajoso.

Desafios sempre vêm junto com o recomeço; fazem parte do pacote. A maneira como você os encara é que vai determinar onde você vai chegar. Se Deus está te convocando a fazer algo, faça! Ele sempre estará com você! Ser corajoso não significa não ter medo, mas enfrentar os desafios que aparecem crendo que Deus estará contigo todos os dias da sua vida.

* Pedro foi corajoso para enfrentar o seu pecado. Lucas 22.60-61 / Atos 5.14-15

Lendo os dois textos acima, o primeiro pensamento é: É o mesmo homem? Sim, é o mesmo homem! Pedro negou a Jesus por três vezes e ainda assim foi um dos maiores apóstolos na igreja primitiva. E sabe por quê? Porque foi corajoso para enfrentar o seu pecado diante do seu mestre (João 21). A primeira que pensamos ao pecar é fugir da presença de Deus. Isso vem desde os tempos de Adão e Eva. Mas quando decidimos enfrentar nossa vergonha, não existem limites que possam ser suficientes pra nós. Não importa o que você tenha feito, Jesus está aí, ao seu lado. Seja corajoso, e assim como Pedro, decida segui-Lo mais uma vez.

Conclusão: Os desafios são grandes? As tempestades ainda estão te afligindo? Seus pecados ainda doem? Não importam quais são as novidades que tem vindo sobre sua vida. Sejam elas boas ou ruins, seja forte e corajoso! Creia que Deus é quem está te mandando e que Ele estará com você todos os dias da sua vida, até a consumação dos séculos.

 

 

 

Raquel de Cerqueira

07/10/2016

3
out

Recomeçar é Preciso!

*Estudo para células referente aos dias 03/10 a 09/10

 

Texto: Jó 14:7-9

Introdução: Falamos na semana que passou sobre a nova estação que chegou: A primavera. E com ela, chega o desejo de recomeço. As árvores secas começam a brotar novas e vibrantes folhas; os pássaros retomam força para reconstruir seus belos e resistentes ninhos… Mas e você? Sim, também é o seu tempo de recomeçar!
Segundo o dicionário, esperança é o ato de esperar alguma coisa, ter confiança, e acreditar que algo muito desejado vai acontecer. Ter esperança fala de crermos ainda que as circunstâncias não sejam favoráveis:

* Ainda que uma árvore seja cortada, ela se renovará.

Mesmo cortada no chão parecendo um tronco morto, a árvore tem o seu momento voltar a brotar. De seu tronco começam a nascerem novos ramos e suas raízes são renovadas. Você pode estar se sentindo assim. Talvez não tenha mais vontade de trabalhar ou mesmo sair de casa; talvez se sinta sozinho, sem amigos ou sem alguém que se preocupe com você, ou até mesmo esteja cansado de lutar e tenha entregado os pontos. Se você está sem expectativa, está no lugar certo, porque aqui é primavera. É tempo de novos ramos brotarem e trazerem consigo a vida de Deus.

* Se envelhecer a sua raiz na terra, ao cheiro das águas brotará.

Mesmo que as suas raízes envelheçam, a árvore não desiste de lutar pela sua sobrevivência. Ela sempre tentará levar suas raízes por outro caminho até que encontre água. Às vezes, ficamos cansados e fartos de muitas situações que nos afligem durante a vida. E esse cansaço nos envelhece a mente e o coração. O envelhecimento nos traz sequidão. Quando estamos secos, não acreditamos mais em mudanças, tanto de outros como na nossa; não encaramos bem o novo, pois já nos sentimos desgastados e envelhecidos. Passamos a não acreditar mais que possa haver água. Mas existe sim! Jesus pode te dar água da vida que nunca mais lhe dará sede.

 

Conclusão: Não importa a maneira como você se encontra hoje, saiba que há esperança pra você! Há esperança de recomeçar de onde você parou, de sair da sequidão e voltar a brotar. Em Salmos 1.3 diz que quando estamos plantados junto a ribeiros de água, no tempo certo, daremos frutos e nossas folhas não murcharão. Jesus é o nosso rio de águas vivas. Ele é a sua esperança de recomeço. Esteja plantado junto a esse rio e veja o renovo de Deus em sua vida.

Aplicação: Durante essa semana, você deve analisar sua vida. Descubra quais atitudes tem te tornado uma árvore seca, sem expectativa de mudança e fé nos recomeços. Sim, é tempo de se desfazer de todas elas e crer que Deus está te dando uma nova chance. Ele acredita no seu recomeço!

 

 

Raquel de Cerqueira

30/09/2016

27
set

Jesus, meu Senhor e Salvador

*Estudo para células referente aos dias 26/09 a 02/10

Texto-base: I Sm 3; 16:1-13 / I Rs 3 / II Cr1:1-13 / Sl 139 / Is 7:14; 25:8; 42:1 / Jr 1:5; 23:5 / Mt 1:18-25 / Lc 1:26-38 / Jo 3:3.

 

Confia no Senhor de todo o teu coração.

Alguma vez você já parou para olhar para o céu, para o rio Negro ou para o mar? Já tentou imaginar quantas estrelas tem no céu? Quantos planetas existem no imenso Universo que nos cerca? Já pensou nos bilhões de pessoas que existem neste planeta, entre tantos continentes, países?

Que imensidão, não é mesmo? Vamos pensar mais um pouquinho: como você acha que Deus lhe vê no meio de toda essa multidão? Ele lhe conhece? Sabe o seu nome? O que você sonha? O que você precisa? O que você fala ou pensa?

 

Quero lhe dizer que mesmo no meio de toda essa multidão, Deus lhe conhece de uma maneira muito particular. Ele sabe o seu nome, onde você mora, o que você pensa, fala, sonha. É fantástico, mas a Palavra diz que mesmo quando você ainda estava na barriga da sua mãe, Ele já lhe conhecia (Salmo 139). E, ainda ali, Ele já o tinha santificado (Jeremias 1:5) e preparado para você uma vida em abundância. Isso não é maravilhoso?

 

Temos estudado nesses dias que desde a criação do mundo o Senhor tem um desejo: que o homem, Sua obra-prima da criação, Sua imagem e semelhança, o ame, o obedeça e seja feliz. Mas o homem, usando o direito que lhe foi dado por Deus, decidiu desobedecer ao seu Criador, abrindo, assim, um abismo entre Criador e criatura (Deus X homem). Mesmo assim, durante séculos, o Senhor vem trabalhando para trazer de volta à Sua presença, o Seu filho, a Sua criação. Para isso, um povo foi levantado na Terra e conduzido a um lugar especial: Canaã, a terra da fartura, onde há leite e mel em abundância. Grandes homens, tementes e obedientes ao Senhor, empenharam suas vidas nessa caminhada, até chegarmos a Josué.

Mesmo na terra prometida, o Senhor levantou outros homens para governar o Seu povo, entre eles Davi, o grande adorador, o salmista que sabia como ninguém entrar na presença do Pai com cânticos de adoração, e ficou conhecido como o homem segundo o coração de Deus. Outro grande homem foi Salomão, filho de Davi, que pediu a Deus algo muito especial: sabedoria (II Cr 1:7-12). Muitos juízes e sacerdotes foram colocados sobre o povo para lhes dar direção. Mas o povo, de vez em quando, esquecia das grandezas, prodígios e maravilhas que o Senhor tinha feito diante dos olhos deles. A murmuração fez com que perdessem muitas bênçãos e fossem, muitas vezes, feitos prisioneiros por outras nações, tendo suas casas e famílias destruídas.

 

Mas nada impediu que o Senhor prosseguisse no Seu plano para nos trazer de volta à Sua presença. E então, Ele toma o que tem de mais precioso no Universo: Seu próprio Filho, uma parte de Si mesmo, e o manda à Terra para o maior de todos os sacrifícios, a morte na cruz para termos os nossos pecados perdoados, e através da Sua ressurreição, recebermos a vida eterna.
Veja que maravilha!! Veja que amor tão grande, que é capaz de, no meio de uma multidão, olhar particularmente para cada um de nós. Mesmo sendo pecadores, não merecedores da Sua graça, Ele nos diz: “Filho amado, não desisti de você e nem esqueci de cada promessa que Eu fiz a teu respeito. Estou enviando o Meu Filho amado para cumprir o plano de resgate da tua vida. A única coisa que Eu te peço é que creias que Ele é Aquele a quem Eu enviei, recebe-o no teu coração, confia n’Ele e obedece a tudo o que Ele te ensinar. Se fizeres isso, terás o Meu reino e a vida eterna.”

Você pode imaginar Deus falando isso ao seu coração? Essa é a proposta que Ele lhe faz todos os dias, batendo à porta do seu coração (Apocalipse 3:20).
Jesus, o Filho de Deus, já veio, já morreu na cruz. O plano de Deus para resgatar você foi cumprido. E agora? Você quer aceitar o presente da salvação que lhe foi dado por meio d’Ele? Você quer viver a vida em abundância que Ele lhe prometeu e ser muito mais que vencedor em Cristo Jesus? Não depende mais de Deus, só depende de você!!!

O sonho de Deus e dos seus pais é que você seja vitorioso, bem-sucedido em tudo, feliz, alegre; que a sua vida traga impacto a quem lhe vê, que deixe uma marca positiva em todas as pessoas que conviverem com você. Você é alguém muito especial, uma criança que carrega dentro de si a vida de Deus e um futuro adulto que, através do seu testemunho, mudará a história desta nação, da igreja, da sua casa.

Deus sonha com você para fazer parte da geração santa, do sacerdócio real, de um povo eleito para viver na Sua presença todos os dias da sua vida, sem medo, nem enfermidades, pobreza, ruína, violência, fome, corrupção, miséria, adultério, prostituição, divórcios, abandono de crianças, etc. Você aceita? Então seja bem-vindo ao Reino de Deus!

 

 

 

Fonte: Monte Sião

23/09/2016

26
set

A Primavera Chegou!

Texto: Ec 3:1-8

Introdução: Nessa semana que passou, uma nova estação chegou: A primavera. Essa é a estação onde tudo floresce e ganha cor.

As flores vivem seu melhor momento, assim como as árvores e os animais. Sendo a estação que precede o inverno, ela desafia a natureza se responsabilizando por dar fim a toda frieza, escassez e solidão.

A vida também tem suas estações, nos permitindo viver diferentes momentos no decorrer dos dias.

As estações da vida:

  • Verão:

Essa estação é marcada pelo sol. Os dias são mais longos e mais alegres.
Talvez seus verões foram marcados por bons momentos ao redor de uma mesa com sua família ou amigos. São aquelas lembranças que rapidamente aquecem os nossos corações.

 

  • Outono:

Essa estação traz o equilíbrio, quando os dias e as noites duram o mesmo tempo. Há fartura de alimentos, porém as folhas das árvores começam a enfraquecer e cair.

Se pensar agora, sei que lembrará de momentos de fartura, onde de nada teve falta, mas talvez a sequidão começou a rondar o seu coração, pequenos sentimentos de tristeza  ou até mesmo nostalgia pelos bons momentos que viveu em outras estações

  • Inverno:

Ele chega para acabar com o tempo da fartura e instaurar o frio. Traz chuvas e muitos ventos.
Todos nós vivemos um pouco dessa estação as vezes. Os dias se tornam frios e solitários, repletos de lembranças tristes que congelam a alma. O desânimo vem e não cede tão fácil. É a estação das aflições e desertos da alma. Parece que nunca chegará ao fim. Pensamos até em desistir.

  • Primavera:

Essa é a estação em que toda a natureza começa a voltar ao normal: As folhas voltam a crescer e as flores nascem em todos os lugares. Uma aquarela de cores, cheiros e sabores toma conta de tudo em nossa volta.
Sem dúvida nenhuma, essa é a estação mais especial de todas. Em nossa vida, tudo fica colorido. Os nossos olhos conseguem enfim enxergar todas as novidades de Deus. A esperança se renova e ganhamos um novo ânimo para continuar a caminhada.

 

Conclusão:

A vida humana tem suas estações, aproveitando-se disso, satanás, nosso inimigo, está sempre tentando nos aprisionar em sentimentos de dor e tristeza. Ele nos quer acorrentados no angustiante inverno.

Você acha que é coincidência Deus ter deixado o melhor pro final? Claro que não!
O ano ainda não acabou. A primavera de Deus pode chegar em sua vida hoje. O inverno já passou! Não há mais motivos para solidão ou escassez.  Deus hoje te chama pra fora.

Permita-se enxergar o novo tempo que está se iniciando. Sinta o aroma suave que está vindo.
Jesus é a primavera de Deus! Ele é a melhor parte! Viva o novo! Viva esta nova estação.

Raquel de Cerqueira. 

23/09/2016