*Estudo para células referente aos dias 31/10 a 06/11

 

Texto: Atos 2.42

Introdução: Creio que estamos vivendo dias onde o sobrenatural de Deus tem se manifestado em abundância. Falamos na semana que passou sobre fazer a nossa parte com o que Deus nos deu e ter fé que Ele fará a parte dEle. Não há muralhas que possam ficar de pé diante de nós, quando estamos alinhados aos sonhos e projetos de Deus.

Desenvolvimento: Quando se fala em alinhamento com a vontade de Deus, pode-se falar também em unidade do corpo de Cristo. Mas quem é o corpo de Cristo? Somos nós! E o desejo de Deus pra nós é que vivamos como os discípulos da igreja primitiva.

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações

* Perseveravam na doutrina dos apóstolos -> Os discípulos da igreja primitiva eram ensináveis. Eles não visavam seus próprios interesses ou seus próprios saberes, mas entendiam que precisavam aprender sobre o Messias. Esse deve ser o nosso referencial de igreja. Precisamos ter sede por conhecer as escrituras e valorizar os ensinamentos que recebemos. Se for a palavra de Deus sendo ensinada, não importa o estilo ou a maneira como está sendo passada, precisamos absorvê-la, pois ela transforma nossas vidas por completo.

* Vivendo em comunhão -> O amor sempre vai nos levar a perder algo em prol de quem amamos, seja tempo, dinheiro, sono ou razão. Viver em amor cristão é ainda mais profundo, pois em Cristo ganhamos muitos irmãos que precisam ser amados, independente das suas ou das nossas limitações. Viver em amor cristão fala de oferecer o seu carro pra abençoar, dividir suas compras, pagar uma conta de luz de alguém, emprestar dinheiro sem esperar recebe em troca, ceder seu lugar… Amar sempre preferindo o outro!

* Partindo o pão -> Nem sempre seu irmão vai ter pão pra repartir com você. Mas se você entendeu que agora formam uma só família, vai sempre se preocupar com isso e dividir o seu pão com ele. Esse momento de comer junto sempre será maravilhoso, pois foi Jesus que nos ensinou a ter essa comunhão.

* Nas orações -> A oração já faz parte da nossa vida. Mas a verdade é que muito falhamos na oração uns pelos outros. Criamos o hábito de falar que estamos orando por alguém quando na verdade nem conseguimos separar minutos do nosso dia para fazê-lo. Quando nos dispomos a orar uns pelos outros somos fortalecidos.

Conclusão: Viver em unidade vai muito além de frequentar a mesma igreja, a mesma célula ou sentar ao lado no culto. Não é somente ser amigo de alguém. A unidade vai além da amizade, ela invade os laços de amor que passaram a nos unir quando nos entregamos a Cristo. Estamos vivendo dias onde precisamos nos achegar aos nossos irmãos, mesmo que eles possam nos ferir e mesmo que nós possamos feri-los (pesquisar sobre a história dos porcos espinhos na era glacial).

 

 

Raquel de Cerqueira

29/10/2016

Deixe um comentário